Quem pode usar o SUS

1 ago

A saúde deve ser priorizada em todos os aspectos da vida, e no Brasil, existem um dos programas públicos mais conhecidos, que estão disponíveis para toda a população, um deles é o SUS.

O Sistema Único de Saúde foi criado em 1988, e é um dos maiores programas de saúde do mundo, beneficiando cerca de 180 milhões de brasileiros. Muitos desconhecem os benefícios e direitos pertinentes ao uso do SUS.

Quem tem direito a usar o SUS?

Todos os cidadãos brasileiros, desde o seu nascimento, têm o direito de usufruírem os serviços de saúde do SUS. Os recursos que sustentam o programa são através do recolhimento de impostos, e contribuições pagas pelos cidadãos.

Ou seja, se é um recurso pago pelos brasileiros, é direito de todos usufruírem dele. Já o atendimento à população nos hospitais e centros de saúde, são ou deveriam ser iguais para todos.

Cartão do SUS

cartão do sus 2 via

Outro detalhe importante para que os cidadãos tenham acesso a todos os recursos de saúde, é fazerem o cartão do SUS. Quem já tem mas perdeu, pode fazer o cartão do SUS 2 via.

Ele é um documento pessoal, que controla todo o procedimento feito individualmente, contendo também o histórico médico de tudo o que já foi feito, se o paciente possui alguma doença crônica, alergias a medicamentos, etc.

Mesmo se o cidadão tiver um plano de saúde, é necessário fazer o cartão do SUS, assegurando-lhe o direito de usar os serviços públicos a qualquer momento em caso de urgência e emergência, marcar o pré-natal, receber vacinas, agendar consultas e fazer exames de rotina.

Para fazer o cartão do SUS, é necessário ir até uma Unidade Básica de Saúde, portando o CPF, RG e comprovante de endereço. O número do cartão sai na hora, já podendo ser utilizado.

Fazem parte do SUS, os agentes de saúde, que visitam as casas, colhendo informações das famílias, se possuem doenças crônicas, gestantes, idosos, crianças, ou qualquer outro fator que coloque a sociedade em risco.

E as Unidades Básicas de Saúde, que dão apoio aos agentes comunitários e sendo também responsáveis pelos primeiros atendimentos aos pacientes. Caso não tenha como ser resolvido o problema do paciente no local, o mesmo é encaminhado para o hospital mais próximo.

As UBSs, servem também para aplicação de injeções, realização de alguns exames, agendamento de consultas em todas as áreas, curativos, campanhas de vacinação, aferição de pressão arterial e outros recursos que a comunidade pode usufruir.

Essas unidades ajudam e muito a diminuir as filas nos hospitais públicos ou clínicas, pois os casos menores e menos graves, podem ser solucionados sem a necessidade de ir à um pronto-socorro, por exemplo.

Os pacientes que necessitam de cirurgias de médio e grande porte, também podem contar com o Sistema Único de Saúde, depois de terem passado por uma UBS, e verificada a complexidade do problema.

Infelizmente, o processo em algumas cidades do país ainda é lento e precário, devido ao grande número de pacientes, na falta ou má distribuição dos recursos públicos, e da má administração do governo público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *